Primavera: Momento de Florescer!


Chegou a primavera e com ela o seu irresistível convite: vamos florescer?

Tenho certeza que imediatamente sua resposta seja SIM! Então, porque nem todos florescem?

Há momentos que a conquista de florescer parece tão distante, não é mesmo?

Para nos ajudar e encontrar um caminho podemos olhar a natureza, eterna mestra, e observarmos que antes de florescer ela se despi de tudo aquilo que morreu e vive as seguintes fases: o forte calor do verão, o silêncio do outono, o frio do inverno para então chegar na beleza da primavera. São ciclos inerentes à natureza

Você tem se permitido passar pelos ciclos da vida? Sabe qual etapa já chegou ao fim? Para as flores nascerem é necessário deixar espaço, colocando definitivamente no passado o que já se acabou. Às vezes queremos ter explicações para tudo que nos aconteceu, mas nem sempre é possível encontrar razão naquilo que já não é... resta-nos ter a sabedoria de simplesmente entregar e deixar ir...

A beleza da natureza está no ciclo e não na perenidade. Não há uma repetição, cada dia é único! Para acontecer coisas diferentes é só deixar espaço para o novo existir. O desenvolvimento requer expansão, não a contenção. Você é livre, não pode ser preso, enquadrado ou possuído.

A vida não dá segurança. Você pode fazer tudo certinho, ter todo o controle, mas, de repente, um vento surge e desestabiliza tudo. O abalo não é uma punição, só uma consequência natural da vida: a impermanência dos fatos. A queda é a possibilidade do “vir a ser”, de tornar-se uma identidade e assumir aquilo que sempre existiu dentro de si.

Meu convite a você é deixar o que não te faz bem para trás, incendiar situações, sentimentos e pensamentos que não lhe impulsionam a conquistar seus sonhos e, envolvido pelo clima suave da primavera, recuperar toda a vida que está adormecida, RENASCENDO!

Crie um solo fértil a sua volta, crie situações onde prevaleçam o amor, um ambiente onde seja possível o seu florescer! Felicidade é a capacidade de você ser inundado por uma alegria imensa, momentaneamente.

Resistir ao processo da transformação gera rigidez. Ao impedir a passagem para o futuro, impede o movimento da roda da vida. Por não aceitar a morte, impede a vida. Decida: você quer a vida, a esperança, o brilho, a confiança, ou você quer a rigidez, a dureza e a escassez? Se você optou pela primeira opção, então se desprenda, solte e se desfaça do que já foi. VIVA A SUA RENOVAÇÃO!

O ato criativo é o processo de se arriscar, de se jogar no desconhecido, no mergulho profundo da busca da essência. É preciso mudar para se tornar aquilo que se é!

A primavera nasce do silencioso inverno e não do ruído. Desejo à você que possa atender seus impulsos internos e permita florescer seus mais belos talentos e sonhos na contínuo processo da vida.
 
Lembre-se: Para florescer precisa deixar morrer!

Data da publicação no site do Renascimento 25/09/12