Vai ficar tudo bem


Gravei um bate-papo divertidíssimo e sincero com uma querida amiga da minha época de escola. A Fernanda passou por um processo profundo e incrível de sair de um câncer e encontrar a si mesma.

 

Com toda amorosidade ela contou a sua história de superação, as descobertas e o resgate do seu lado feminino.

 

Sua história é inspiradora. Ela fala com toda a simplicidade de que maneira venceu várias barreiras, como, por exemplo, aprendendo a lidar com os limites, sabendo pedir ajuda, aceitando a sua nova imagem e a assistir sessão da tarde, rs.

 

Essa entrevista deve ser assistida por todas as pessoas que querem se surpreender com uma história cativante da descoberta do mundo feminino, de como ela conseguiu transcender a doença para resgatar a sua força.

 

A Fernanda usou a doença como o seu chamado para o amor.

 

Contou que era workaholic e que depois da doença precisou rever suas prioridades. Esse chacoalhão que a vida lhe deu, surpreendentemente, a fez descobrir seu lado feminino que estava esquecido.

 

O relato da Fernanda é tão verdadeiro que na hora da edição eu fiquei com dificuldade de escolher as partes para deixar no vídeo.

 

Depois da perda de peso, queda de cabelo, queda das sobrancelhas e cílios, ela se deparou com uma nova pessoa e foi diante dessas adversidades que fez uma escolha: “eu vou melhorar”, “vai ficar tudo bem”.  Ela decidiu encarar de frente e caminhar em direção a sua cura.

 

Muitas vezes o nosso mundo cai e o que fazemos quando estamos no fundo do poço só depende de nós. Por isso é tão importante focar na solução e não no problema. Direcionar o nosso olhar para onde queremos chegar nos ajuda a saber quais são as ações a tomar.

 

Ela fala sobre como era a sua relação com o mundo corporativo antes e depois do câncer.

Percebeu que se posicionar como mulher e demonstrar as suas fragilidades a ajudou no próprio resgate do equilíbrio.

 

Assista a conversa com a Fernanda!


 

Com amor,

Regiane

www.regianeromero.com.br