Você já se acostumou com a liberdade?


Você já se acostumou com a liberdade?

 

Ansiamos viver com liberdade e, muitas vezes, esquecemos de que com ela vem a responsabilidade. Como tudo na vida, a liberdade também tem seus ônus e bônus.

A vida com liberdade requer de nós a coragem de assumir riscos e de aceitar os tropeços que surgir.

E que delícia poder viver um vida que fomos nós mesmo que construímos, não é mesmo?

Sentir o frio na barriga, o brilho nos olhos, ficar inquieto e ter a certeza que estamos vivos!

Perceber que no final de cada ciclo foi tudo como poderia ter sido. Aceitar as frustrações e retirar de cada experiência o que aprendeu.

Quem está entregue no seu caminho recebe de presente da vida a oportunidade  de aprender, de se descobrir e se aprimorar a cada dia.

Vivemos em uma cultura que fabrica pessoas muito iguais, que empacota conquistas, mostrando o que é ser feliz, além de estipular uma longa lista do que “precisamos” alcançar para ser uma pessoa de sucesso. Viver assim parece que não tem dado bons resultados.

Quando damos um passo em direção a nossa liberdade, também nos afastamos daquilo que um dia alguém acreditou que seria “a nossa vida perfeita”.

O melhor que temos a fazer é sermos nós mesmos. Validar o que carregamos dentro do nosso coração e agir conforme a nossa consciência. A consciência carrega a sabedoria universal e, portanto, só poderá nos indicar bons caminhos.

Entre as escolhas de deixar a nossa vida nas mãos de alguém para evitarmos responsabilidades, riscos e sofrimento ou assumir a nossa jornada, eu fico com a segunda opção.

Não acredito que possamos apaziguar os desconfortos da nossa alma nos mantendo como crianças esperando que alguém nos cuide.

É preciso uma dose de coragem e começar a fazer. Enganar-se quantas vezes for necessário, mas mesmo assim continuar.

 

Vídeo: Você já se acostumou com a liberdade?

 

Com amor,

Regiane

www.regianeromero.com.br